“Intento: A força mágica de conexão com o todo.”

“Existe uma palavra mágica, cheia de força e energia, no mundo dos xamãs do México antigo: INTENTO. Para esses xamãs, existe uma força incompreensível, incomensurável e impessoal que permeia e conecta tudo no universo, e eles chamaram essa força transcendental de Intento. Os xamãs toltecas não estavam preocupados em explicar o Intento, e sim em interagir e manejar essa força incrível, assim se ocuparam em cada vez mais entrar em contato com o Intento. Descobriram depois de muitos séculos e gerações de xamãs, que para o ser humano, o Intento é a força de conexão entre ele e o infinito, ou o elo de ligação entre ele e tudo o mais que o rodeia, inclusive as forças do universo, a realidade a sua volta, e as coisas da sua vida.

É por causa da pressão do Intento no ponto de aglutinação, que é o centro energético responsável pela nossa percepção e se localiza na superfície do nosso ovo luminoso, que nos tornamos CONSCIENTES.

Uma outra particularidade que os xamãs perceberam, é que todos temos um ponto de conexão muito forte com o Intento: A VONTADE, que está localizada na altura do nosso umbigo, e seria como se fosse um tentáculo de energia, que sai de uma pequena fenda no nosso ovo luminoso, justamente no meio do nosso corpo. É a nossa vontade, essa força interna que temos, que nos liga ao Intento e a tudo o mais, e é através da vontade que podemos nos conectar à fonte de tudo, e ao mesmo tempo interceder em nossa vida e na vida dos outros, moldando, dentro do possível, nossa realidade e nosso caminho. O problema é que a vontade, na maioria dos seres humanos, hoje em dia está praticamente morta, devido a todos os fatores de dominação e manipulação a que somos submetidos: Sedentarismo, problemas cotidianos, nossa história pessoal, pressões matrixianas, aberrações do ego, pornografia, alimentação autodestrutiva, um diálogo interno incessante, mídia controlada, relacionamentos doentes, inversão de valores, afastamento da natureza, processos de massificação, religiões e tantas outras distrações e perigos estão matando nossa vontade e destruindo nossa conexão com o Intento e o Grande Espírito.

A luta do guerreiro é para, através da sua impecabilidade, do seu silêncio interior e do seu propósito inflexível, reviver e afiar sua vontade, a fim de limpar sua conexão com o Intento. Uma vontade viva, forte e ativa limpa o elo do guerreiro com o Infinito, e transforma essa mesma vontade numa força funcional e pragmática em sua vida, fazendo com que o guerreiro fique capacitado a interagir e manejar o Intento, moldando a realidade à sua volta.

Quanto maior o poder pessoal de um guerreiro, mais conectado ele está com o Intento, e, consequentemente, mais limpo é seu elo de ligação com o Grande Espírito.

Assim como os xamãs do México antigo, os guerreiro modernos não são capazes de explicar direito essa conexão, mas estão empenhados em cada vez mais limpar esse elo. Porque descobriram, através da prática e da experiência direta, que existe uma força ativa e misteriosa aí fora, que não podemos ver nem tocar, mas que podemos, através de nosso atos e decisões, acenar para ela, e quem sabe, até interagir e manejar essa força.

Podemos, através de nossa vontade, impecabilidade, silêncio interior e conexão com o Intento, nos conectarmos novamente ao Grande Espírito. Podemos interferir em nossa realidade, tomar as rédeas da nossa existência, moldar nosso viver, transformar nossos atos em atos de poder, e tornar nossa vida cada vez mais a expressão íntima e verdadeira de nosso espírito e nosso caminho com coração.

Quando aumentamos nosso poder pessoal e limpamos nossa conexão com o Intento, mudamos nossa percepção, nossa visão de mundo e de nós mesmos.

O Intento está por aí… pairando no ar… como sempre esteve… ao alcance de todos. Tudo o que precisamos é de uma Intenção Inflexível e um amor inesgotável pela aventura e pela liberdade, para seguir nessa empreitada de poder pessoal, mistério e magia.

Tem coragem, guerreiro?”

🌵

Juan Tuma.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *