Todas as formas sucumbem à Grande forma sem forma
Os corpos vão, a Consciência permanece
As ondas vão, o Mar continua
Os pensamentos somem,
porém nada acontece com o espaço onde eles existiram
Os sonhos se alternam,
mas o palco da existência é sempre o mesmo
Entre todas as notas
e por trás de todas as notas
e dentro de cada nota
impera o Silêncio
Quantos eus já não se foram diante
da sua consciência?
Qual o sentido de uma bolha de sabão?
Todas as coisas são bolhas de sabão.
Menos Aquilo que é constante.
Você é Aquilo que é constante.
Quem se lembra da Tela
quando o filme é emocionante?
Só quem ama o Inefável
mais do que a própria imagem.

(Jeremy Christopher)

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *