Linhagem Xamânica

Pelo que aprendi, há milhares de anos atrás florescia…

Respeitando o Poder

Olá, projeções do Mar Escuro da Consciência! Deixe-me…

A loucura controlada

A loucura controlada não é algo que uma pessoa possa praticar…

Eventos

Please install the The Events Calendar or The Events Calendar Pro Plugin to display a list of upcoming Events


Trechos da Obra

There is a power…

" There is power and by this we are powerfulOur fame and name…

O Nagualismo, ou Xamanismo Tolteca, é um conhecimento que se originou há mais de 10 mil anos atrás, no México Antigo, com o uso de plantas de poder e a interação com entidades não-orgânicas, através dos sonhos lúcidos. Com o passar do tempo foi sendo desenvolvido, enriquecido, expandido e aprofundado por gerações e gerações de praticantes, quase todos indígenas, transformando-se em uma arte para explorar as dimensões desconhecidas e incognoscíveis do ser humano, contando apenas com a força da própria intenção. O conhecimento foi trazido para as cidades pelo antropólogo e vidente Carlos Castañeda, através de seus livros e os de suas companheiras de grupo, Florinda Donner e Taisha Abelar, e de seu aprendiz Armando Torres, entre outros autores.  Muitos termos no Nagualismo não têm paralelo em nossa cultura, e você pode olhar o glossário abaixo para ter uma noção inicial do sentido de algumas dessas palavras possivelmente desconhecidas, e que são recorrentes nos textos.

A obra relata as vivências e o aprendizado de Carlos Castañeda com um brujo índio mexicano, chamado de dom Juan Matus, e seu grupo de videntes. Ela consiste de dez livros de Carlos Castañeda: A Erva do Diabo, Uma Estranha Realidade, Viagem a Ixtlan, Porta para o Infinito, O Segundo Círculo do Poder, O Presente da Águia, O Fogo Interior, O Poder do Silêncio, A Arte do Sonhar, Passes Mágicos, e O Lado Ativo do Infinito (mais a coletânea Roda do Tempo, e o Livro Púrpura). Além dos relatos de Castañeda, os livros de Florinda Donner (Sonhos Lúcidos, principalmente) e Taisha Abelar (A Travessia das Feiticeiras), suas companheiras de grupo, trazem com riqueza as nuances da perspectiva feminina na aprendizagem do Nagualismo. Encontros com o Nagual, principalmente, e O Segredo da Serpente Emplumada, de Armando Torres, trazem por sua vez a presença de Castañeda como nagual, e algumas atualizações vitais sobre os Novos Tempos deste Conhecimento.

Caso você não tenha lido a obra de Carlos Castañeda ou de suas companheiras, e queira estudar o Nagualismo, recomendamos fortemente começar por adquirir e ler os livros, para que possa praticar e entender gradativamente o Conhecimento. Caso seja mulher e costume ter muitos sonhos, recomendamos  começar pela leitura de Sonhos Lúcidos de Florinda Donner. Caso contrário, que comece pelo Travessia das Feiticeiras, de Taisha Abelar. Se é homem, é recomendável que comece pelo Erva do Diabo, de Carlos Castañeda. Para ambos os sexos também é possível começar a leitura por Viagem a Ixtlan, ou Encontros com o Nagual. Para conhecer o Nagualismo através de uma abordagem mais moderna, ou se já é guerreiro ou guerreira, visite a seção de Grupos. Lá encontrará endereços de grupos de estudo virtuais, com guerreiros e guerreiras brasileiros, e também alguns videntes modernos, alguns dos quais você encontrará em breve na seção Novo Ciclo, do portal. Inscreva-se na lista de e-mails do site para receber futuramente avisos de cursos virtuais, workshops presenciais ou eventos locais sobre Nagualismo.

Glossário

Águia: maneira como foi chamada a fonte de toda a consciência pelos primeiros videntes que a viram, não por ter qualquer relação com as águias, mas apenas por uma vaga semelhança que aquela visão lhes causou.

Emanações / Emanações da Águia: as emanações são como aparecem as formas da percepção antes de serem interpretados sensorialmente. São campos luminosos que se originam da Águia ou Mar Escuro e aparecem ao observador como uma multitude sem fim de linhas luminosas que irradiam energia e consciência por todos os lados e direções.

Espreita / Espreitar: Arte descoberta pelos videntes do período da Conquista voltada a cultivar um estado de profundo desprendimento interno de todas as coisas, enquanto simultaneamente se mantém intensamente presente, alerta e integrado nas interações superficiais e ações.

Molde humano: Feixe de emanações luminosas que compõe a totalidade das emanações contidas dentro do Casulo ou Ovo luminoso humano, frequentemente visto por místicos e religiosos como Deus.

Nagual / Naguala: nome dado ao aspecto do nosso ser total para o qual não existem palavras, definições ou limites. Os videntes dividem o Nagual entre o desconhecido ou Abstrato – o multiverso perceptivo ao nosso alcance – e o Incognoscível, a vastidão que não pode ser interpretada,  também chamada de Mar Escuro da Consciência. É também o nome dado aos líderes de um grupo de videntes.

Ovo Luminoso: nome dado pelos videntes toltecas ao nosso corpo de energia e sua casca circundante, devido à forma que a maior parte dos seres humanos aparentam ter quando sua luminosidade é vista por um observador.

Ponto de Aglutinação / Ponto de Encaixe: nome dado ao centro da nossa percepção, um ponto de intensa luminosidade no nosso corpo energético, responsável por iluminar certos feixes de emanações e interpretá-los sensorialmente e conceptualmente na realidade que presenciamos. Ao se deslocar da sua posição habitual, provoca mudanças na forma como percebemos a realidade ao redor, e a nós mesmos.

Regulamento: leis que regem a relação impecável de cada aspecto da existência dos seres com a Águia, governando a forma específica como cada ser pode chegar à Liberdade Total.

Tonal: nome dado ao aspecto da nossa ser total responsável por trazer ordem ao reino da percepção.

Vídeos e Entrevistas

Rede Tolteca

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!