, , ,

Como manter definitivamente a consciência intensificada?

P: Como manter definitivamente a consciência intensificada?

R: Essa é a grande pergunta que todo guerreiro e guerreira disciplinadas inevitavelmente se fazem.
Como tornar definitivo esse instante de paz completude e contentamento que experiencio em simplesmente
SER e EXISTIR quando entro mais profundamente no silencio interior?
Como fazer para que ele não se apague, não suma, quando eu tiver que lidar com as coisas que tenho
que lidar na minha vida de todos os dias?
A vida não é ruim, mas gostaria de me sentir assim o tempo todo!

A resposta é: perdendo a forma humana.

Você não pode manter esse estado. Porque esse você que quer manter esse estado é a antítese desse estado.
Esse estado é Paz. Esse você é luta.
Quando esse estado está, você não está, e quando você está, esse estado desaparece.
Você não pode manter esse estado enquanto mantiver essa crença de que esse “eu” que tem seu nome,
que você relaciona ao corpo e que diz querer manter esse estado seja a verdade definitiva sobre você.
Tem que haver algum erro fundamental nisso tudo, certo?
Tem que ter algo errado. Você não pode ao mesmo tempo ter que lutar pela liberdade E ser livre.
Nem ter que se esforçar pra não lutar E ser livre.
Por que Carlitos precisou de mais de 15 anos pra perder a forma humana,
por que Elígio e a Gorda precisaram de poucos anos?
Nós sempre alcançamos o Silencio usando a intenção.
Então parece que manter também dependa de usar intenção.
Mas quantas vezes viu isso se esvair por entre os seus dedos na tentativa de tornar essa sensação permanente?
Ou ainda não tentou o suficiente?
Nem mesmo essa intenção podemos manter constantemente, que dirá esse estado.
Será que o que faltou era mais força? Se agarrar com mais força?
Quanta força será preciso pra subjugar o Silencio?
Pra agarrar o que é impalpável?
Tem que ser mais simples que isso.
Tem que ser algo que já está aqui.
Porque se for algo que você precisa lutar para conquistar, significa que você precisará lutar para manter.
E como pode ser livre se preocupando em manter o que conquistou?
Que tipo de liberdade é essa onde suas mãos estão fechadas?
Tem que ser algo que já está presente,
e que está presente tanto no Silencio quanto na confusão do tonal. Tem que ser incondicional.
Pode haver silencio incondicional para uma pessoa?
Uma pessoa é vítima de voadores, de emoções mutáveis, de problemas materiais, tem que usar sua mente recorrentemente
pra funcionar no mundo.
E principalmente, para ser uma pessoa é preciso se lembrar o tempo todo do que você é, qual o seu lugar dentro da sua descrição de mundo, qual a sua história.
Não pode haver silencio incondicional para uma pessoa. E um guerreiro bem ou mal é uma pessoa.
A diferença é que um guerreiro pode ter um sabor do silencio.
Mas pra se tornar Silencio, precisa estar disposto a deixar de ser uma pessoa de todo.

“Videntes explicam o ator de ver a Águia em termos muito simples:
já que o ser humano é composto das emanações da Águia, tudo que precisa é reverter aos seus componentes originais. O problema surge com a conscientização do ser humano; é a sua conscientização que se torna emaranhada e confusa”
(O Fogo Interior)

Tem que haver um erro. Um erro fundamental que o guerreiro, guerreira, está cometendo e do qual não está se dando conta.
Apenas se dê conta de que tem que ter algo errado nessa história de lutar pelo resto da vida pra adquirir o silencio.
Uma espreitadora tem paciência, mas também tem esperteza.
O esforço te trouxe até aqui, mas não vai poder te levar além.
Pode te ajudar a conquistar coisas, pode te ajudar a desenvolver novas habilidades e poderes, mas pode te tornar livre?

Não pode haver Silêncio enquanto for alguém pensando em como manter o Silêncio .
Não pode haver Silêncio se você aceita e acredita com toda a certeza que é essa “máquina de barulho ambulante”.

Então, seja sóbri@, e veja que de duas, uma:

– Ou a Liberdade total era um mito, te mentiram a respeito dela, era algo reservado talvez e apenas pra pessoas especiais, e tudo que há de verdade é essa luta e pequenos momentos de liberação… liberdade condicional.

-Ou você não pode ser isso o que o bom senso, a sua história, e todas as pessoas dizem que você é. Você não pode ser esse barulho, essa ideia que faz de si mesm@.

Mas se não for isso, o que você pode ser  então?
Nenhum livro vai servir agora, nenhum mestre, nenhuma resposta pronta.
A única resposta de poder só pode surgir do que você puder descobrir na sua própria experiencia, aquieagora.

(Jeremy Christopher)

Post sugerido: “Quem” ou “o que” é o Espreitador?

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *