“Dom Juan mostrou seu espanto com o fato de, dentre todas as coisas maravilhosas que os feiticeiros antigos aprenderam explo­rando esses milhares de posicionamentos, somente a arte de sonhar e a arte de espreitar permanecem hoje em dia. Reiterou que a arte de sonhar tem a ver com o deslocamento do ponto de aglutinação. E então definiu a espreita como a arte que lida com a fixação do ponto de aglutinação em qualquer posicionamento para o qual ele foi deslocado.
– Fixar o ponto de aglutinação em qualquer novo posicio­namento para o qual foi deslocado significa adquirir coesão ­falou. – Você esteve fazendo exatamente isso em seus exercícios de sonhar.
– Achei que estava aperfeiçoando minha atenção sonhadora – falei, um tanto surpreso com sua afirmação.
– Você está fazendo isso e muito mais; está aprendendo a ter coesão. Sonhar faz isso forçando os sonhadores a fixar o ponto de aglutinação. A atenção sonhadora, o corpo energético, a segun­da atenção, o relacionamento com seres inorgânicos, o emissário do sonho, são apenas subprodutos do processo de adquirir coesão; em outras palavras, são todos subprodutos de fixar o ponto de aglutinação em várias posições do sonhar.
– O que é uma posição do sonhar, Dom Juan?
– Qualquer novo posicionamento para onde o ponto de aglutinação tenha se deslocado durante o sono.”

(A Arte do Sonhar, Carlos Castañeda)

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *