P: Alguém sabe algo mais detalhado sobre a questão de ter 2, 3, 4 ou 5 pontas?

R: O jeito mais prático de falar sobre isso é trazendo a analogia dos 4 pontos cardeais. Os seres de 2 pontas tem o potencial de refletirem 2 pontos se recuperarem a totalidade de si, a consciência dos seus dois lados.
De início são guerreiras*os que refletem 1 ponto cardeal – homem e mulher do norte, este, sul ou oeste. Aí quando tomam posse dos seus dois lados adquirem a possibilidade de refletir também a direção oposta e complementar. Mas tem 2 tipos de temperamento que não vão refletir nos seus atos. Os seres de 4 pontas tem o potencial de refletir os 4 pontos, uma vez que recuperam sua Totalidade, e os de 3 pontas refletem todos menos 1 dos pontos.
Notou que o Espirito conduziu primeiro pro grupo dos naguais Carol e Carlos os três Genaros? E 4 guerreiras, mas sem a direção Sul? A naguala Carol tinha (e tem) 4 pontas. Depois, o Espírito montou outra conformação, com as 3 bruxas.
Os seres de 2 pontas são paradoxais e capazes de ir de um oposto de temperamentos ao outro sem perder o testemunhar. Os de 3 pontas são dinâmicos e instáveis e dispersam conhecimento. E os de 4 são estáveis e conservam conhecimento e perpetuam linhagens.
E é essa habilidade de refletir mais de um ponto o que faz com que se criem grupos “em torno*” dos naguais (*não em torno da personalidade e da autoimportância pessoal, mas da energia) uma vez que sejam capazes de Ver, que saibam e aceitem o regulamento, e que se ponham disponíveis pro Espírito! Tem inúmeras conformações de grupos possíveis envolvendo naguais solitários, ou em casais, ou até em quadrados, ou triângulos, e cada caso é regido por uma porção específica do regulamento, tendo em vista a Liberdade Total. Quer dizer, tem toda uma combinação de tipos específicos de guerreiras e guerreiros pra cada caso. Uma linhagem tende a perpetuar um mesmo padrão, por isso os bisavós dom Juan e dona Olinda e seus antecessores seguiam sempre a mesma conformação de grupo.
Uma das partes mais interessantes é como os diferentes tipos de cada ponto podem funcionar em unidades de casais complementares pra buscar a Liberdade assim. Interessa que se fale mais sobre isso aqui no grupo?
P: Valeu pelas informações! Uma dúvida… quando Don Juan diz que os naguais buscam pessoas duplicadas quer dizer que buscam pessoas de 2 pontas? Ou isso é outra coisa…? E se for isso,como pode ser duplicado e ter 3 pontas, como o Carlos Castañeda?
E nos dias de hoje, como você disse, é mais provável haver naguais ou guerreiros sem grupo ou em casais..(?)

De nada! Estamos juntos no intento da consciência total!

Quando ele diz que buscam pessoas duplicadas quer dizer que buscam pessoas que tem ambos os compartimentos duplicados, seres de 4 pontas, pra poderem continuar a linhagem. O ser de 2 pontas tem 2 compartimentos comprimidos juntos, o do lado direito e o do lado esquerdo. E os de 4 tem ambos os compartimentos divididos em 2 seções longas. Os de 3 pontas também são duplicados, só que só de um dos lados!

Nos dias de hoje os grupos ainda são raros mesmo. Porque quase sempre não tem mestres nem uma geração anterior pra auxiliar no processo de formação do grupo e o regulamento ainda é pra maioria um assunto nebuloso. Não tem quase ninguém falando sobre isso por aí, porque é tudo muito “novo”! Nas nossas circunstâncias presentes, salve exceções, o intento de um grupo só pode ser iniciado por um ser ou um casal de seres duplicados que vejam, saibam e aceitem o regulamento, e estejam num grau alto de impecabilidade, pra poder “amparar” todos os demais. Chegar a isso por conta própria é geralmente o trabalho de toda uma vida! Mas guerreiros assim podem se tornar mestres, e aumentar as chances de uma geração futura vir a acumular suficiente poder pessoal pra conseguir uma base minima.

(Jeremy Christopher)

2 respostas
  1. Leonardo
    Leonardo says:

    Olá, boa tarde, gostaria de saber em relação a seguir os ditames da águia solitariamente, sem um grupo ou uma parceira. É possível? Desde já agradeço, intento!

    Responder
    • Nagualismo
      Nagualismo says:

      Certamente! Uma vez que se chega à conscientização de corpo de energia, é possível. Mas para compreender a relação entre a consciência individual e a Águia, o Mar escuro, é preciso realizar a nossa própria ligação com o Mar escuro, para poder realizar nossa união com ele. Parte da resposta será muito abstrata a primeira vista, mas se fará compreensível assim que o corpo de energia despertar. A chave é seguir o caminho de coração inflexivelmente, torná-lo a prioridade na própria vida, e não se conformar em ser um guerreiro e ter acesso à consciência temporariamente expandida, mas intentar a consciência permanentemente expandida. Luno.

      Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *