, , ,

Dicas da Família Doble #1 – O desequilíbrio no corpo e a perda do contato com o Nagual

“No nagualismo antigo, os videntes começaram a falar de “lado direito” e “lado esquerdo” da consciência ao perceberem que o brilho da consciência se encontrava geralmente preso na extremidade lateral direita do casulo dos seres humanos. E que poderia ser deslocado para o interior do casulo e mesmo atravessar para o outro lado, fazendo com que a percepção do mundo deixasse de ser percebido em termos de materialidade e passasse a ser enxergada como o que de fato é: energia.

Após o fim da linhagem de dom Juan, um vidente nascido no Brasil, devido a circunstâncias particulares de sua vida, e motivado a encontrar uma forma ao mesmo simples e universal de ajudar no movimento do ponto de encaixe da Terra, resolveu ao longo de sua jornada dar uma atenção especial ao desenvolvimento dos dois lados do corpo, até ficar claro que de fato existe ali uma conexão natural com o nagual através do plano físico.

E fez a relação com o fato de como o lado esquerdo, misteriosamente, foi sendo sistematicamente suprimido da humanidade até o ponto de mais de 90% da população se tornar exclusivamente destra. E viu que isso afetava e afeta de tal forma a mente social, que mesmo os canhotos, quando têm apenas um lado desenvolvido, ainda que funcionem de forma diferente, são invadidos e tomados por essa mesma energia.

E assim, tanto ele quanto os demais guerreiros que se aproximaram dele posteriormente, constataram como isso acarretou em diversas consequências:

– O lado esquerdo se tornou só um apoio ao direito, o que se refletiu também nas relações humanas, com a tendência a enxergar e relegar as mulheres sempre a um papel pré-definidos de apoio (mãe-santa-esposa ou senão puta), sem voz ativa no mundo, e sempre em submissão ao protagonismo do “macho”.

– Uma forte negação da maioria dos homens do feminino em si mesmo, resultando em brutalidade, medo da homossexualidade, e coisas do tipo.

– As partes de nossa identidade de que não gostamos foram relegadas à entrada do lado esquerdo do corpo (ou direito, se é canhoto) tornando-se complexos, medos, nós, sombras, sinistros, que geram medo e impedem a reconexão natural com o nagual.

– Construiu-se uma preponderância da energia masculina e tonal não só em cada ser humano, como também nas religiões, na cultura, e em todos os aspectos da vida social, resultando em sociedades cada vez mais tonalizadas e fortes na matéria, mas também em consequências nefastas como a Inquisição, guerras, a desconexão e destruição da natureza, a renegação da realidade dos sonhos, e o distanciamento quase definitivo do conhecimento silencioso, simultaneamente à crescente presença dos voladores na vida social….

– E se consolidou um sentido de separação cada vez maior nos seres humanos, com a preponderância da razão sobre o sentir, e a desconexão do Amor, que se tornou apenas um sinônimo de desejo, sexo, prazer e auto satisfação.

Por outro lado, perceberam também que, da mesma forma, o equilíbrio natural poderia começar a ser restabelecido voltando a cultivar no nosso próprio corpomente físico o lado inutilizado do corpo…”

Segue na Dica#2 – Resgatando o Lado Esquerdo do Corpo (ou Direito, se é Canhoto/a)

– Família Doble

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *