Tudo o que vemos está dentro de uma bolha. Essa bolha é a nossa percepção. Não vemos a realidade tal qual ela é. A realidade é um mistério incognoscível pela mente. Vemos a nossa interpretação particular da realidade. Vemos a realidade tal qual interpretamos que ela seja.
Essa interpretação não é realmente nossa. É um contrato social que herdamos enquanto crianças dos adultos. Esse contrato nos compele a viver uma vida inteira numa mesma e única versão de realidade, com poucas mudanças, e a sermos totalmente consumidos por ela, até termos a certeza de que a realidade é só isso que enxergamos e imaginamos.

No entanto, podemos aprender a mudar a nossa interpretação da realidade.

E quando a nossa interpretação começa a mudar, o nosso sentimento começa a mudar. E vice-versa. Essas mudanças podem ser pequenas ou podem ser mudanças radicais.

E ao mudarmos o nosso sentimento mudamos a experiência que vemos refletida na nossa bolha. Não há limites pras mudanças e transformações que podemos experienciar. Esse é o nosso potencial mágico como seres luminosos.

Todas as mudanças de percepção, quando acompanhadas da espreita de si, são mudanças que deixam um resíduo. Esse resíduo é a compreensão de que há algo em nós anterior a todas as descrições. É por esse resíduo que os guerreiros e guerreiras que buscam a liberdade total estão interessados, e que, no momento apropriado, levam seus pontos de encaixe a se desconectarem de suas aglutinações, e a se reconectarem à realidade que existe anteriormente à elas.

— Luno Maroscuro

https://www.facebook.com/profile.php?id=106079237749693&ref=br_rs
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *