Inicialmente há uma grande relutância e preguiça encrustada no aprendiz para com sonhar, parece um sentimento de incredulidade e impossibilidade.

Bom, primeiro o sonhador vai lidando com essa crença minando ela com a força oposta. Isso claramente quer dizer que você precisa Ter de Acreditar, precisa se convencer de que é um sonhador, a despeito da incredulidade, assumir um intento inflexível a respeito disso.

Afirmar durante a realidade comum que você já um sonhador completo, sua vida é um sonho e que vai sonhar a noite e lembrar de seus sonhos.

A segunda parte envolve entender como a disposição corporal afeta o sonho. Ir dormir com uma disposição onde o corpo está pesado e cansado favorecerá que o sonhar não se conscientize e você durma como uma pedra. Agora, ir dormir cansado e leve, corpo tonificado, logo após exercícios físicos ou após utilizações de plantas de poder, a conscientização do sonhar fica mais favorecida.

Essas são as disposições naturais. As disposições que são necessárias criar são as que visam a conscientização das sensações antes do repouso, yoganidra, relaxar separadamente com sua atenção cada parte do seu corpo por vez, desde os dedos dos pés ao topo da cabeça, chega um momento que a atenção pode desempenhar o relaxamento de forma mais instantânea e eficiente.

O próximo desafio é permanecer consciente na vigília repousante, o estado seguinte após o relaxmento, estado esse que será o portal para o primeiro portão.

A partir dali será bom selecionar um item dos sonhos para se lembrar de lembrar, eu escolhi uma coisa da minha casa, por exemplo, mas pode ser suas mãos, como diz nos livros, o importante é ter um item no sonhar que você possa focalizar de início.

— Diego Alex

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *