, , , ,

O Amor pelo Intento e a Recapitulação como um meio de retorno da energia perdida

“A recapitulação é um dos métodos dentro do regulamento do Nagualismo.
Tem o intuito de recuperar a Energia da expressão individual que é deslocada durante a vida.

Essa energia da expressão individual é também chamada de luminosidade.
É a mesma energia que a energia sexual, e a única energia que podemos acumular, de modo geral, nas fibras internas do casulo luminoso.
A recapitulação pode ser feita, em amplo sentido, para recuperar a energia que foi investida e não retornou.

Em suma, os Atos de Recapitulação recontam os julgamentos a nós e a nossa energia de expressão individual. Invocamos a posição de testemunha, de observação desses julgamentos e queimamos a ilusão mortal que impedia a Visão desse emaranhado.
A recapitulação deve ter a intenção sincera de que a energia seja retomada, pois, o intento de retomar a luminosidade pra si, já desencadeia eventos para que isso aconteça.

Recapitule com a força do seu intento, procurando ocasiões em que de alguma maneira você investiu energia e ela não foi retornada pra você. Caso tenha dificuldades de encontrar momentos que teve perdas energéticas crie cenários do seu passado. Como por exemplo o quarto onde dormia quando era criança. As situações recriadas estimulam que as memórias venham sozinhas para ser revividas. Examine seu comportamento individual e perceba se ele encoraja a repetição desses eventos debilitantes e então busque cortá los, para assim retornar a energia dissipada…

Gosto de pensar que o INTENTO é energia Masculina e o Amor que é a sustentação do Intento é a energia feminina.

A recapitulação é onde recordamos as formas que o feminino e o masculino foram carregados e transformados.

Quando recuperamos pelo menos em parte a capacidade de ação, temos em nós o potencial vital da energia masculina. O masculino é atacado para causar a auto depreciação. Em ambos os sexos para diminuir o poder vital da pessoa. Ataca-se a energia de vitalidade masculina nas mulheres para não agirmos com toda a nossa potência. Para deixar a energia feminina das mulheres domesticada a obedecer as ordem provindas da energia masculina dos homens. Assim o homem se torna dependente da energia feminina das mulheres para se nutrir, pois não consegue nutrir a si mesmo porque não sabe se conectar a sua energia feminina. Assim como as mulheres se tornam dependentes da energia masculina protetora dos homens.

Assim, entende-se que culturalmente o masculino está domesticado para repelir o feminino. Por isso, para os homens é importante que lembrem de momentos que a sua energia feminina foi destituída porque socialmente é o que acontece desde a sua tenra idade e a partir disso busquem se reconectar com seu lado esquerdo do corpo que é feminino… E é de muita importância que essa energia feminina repelida nos homens seja retomada e florescida!
Trazer a energia feminina de volta a si traz maior sensibilidade, amor e cuidado próprio assim como maior compreensão dos outros e também de si.

E para as mulheres é muito importante trazer a tona a capacidade de ação da energia masculina, curar o vínculo com o seu masculino para que assim se sinta mais autônoma e independente.

Em conclusão, vê-se que tanto o vínculo da mulher com a sua energia feminina ativa está destituído e precisa ser retomado,
quanto o vínculo do homem com a sua energia masculina ativa.
Porque o sentido próprio do feminino e do masculino foram afetados e polarizados aos sexos.
Por isso se faz necessário Um ato de poder de retomar o vínculo com as duas energias, o homem com o feminino e masculino de si e a mulher com o masculino e feminino de si.

Trabalhando em unidade com as duas energias harmonizamos o Amor pelo Intento. A energia feminina trabalhando em consonância com a energia masculina, assim, uma energia apoia a outra em sua totalidade.”

– Loba

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *