, , , ,

Nagual fala Sobre Voladores …

A ‘Vontade’ emana do centro da pétala, ela atira de ambos os lados da bola. Havia um grupo de pétalas que decidiu explorar a Vontade em si. Não o uso da vontade, mas a vontade como base; eles não tinham experiência usando a Vontade pois eram apenas pétalas recém-nascidas. A vontade é uma parte orgânica da Intento. Tudo o que encontrei até hoje são as possibilidades do Intento. O intento governa a conscientização. Consciência é como plasticina; você pode molda-la. Intento é o que cria.

Então, quem são os predadores e por que eles se tornaram predadores? Essas pétalas pegaram os campos em volta de suas bolas (esse campo é usado para interagir, conectar e se misturar com os outros) e torceram sobre si mesmos. Eles queriam se fundir com a Vontade em si, mas em vez disso ficaram presas umas as outras. (Estamos falando aqui de pétalas que assimilaram em Duplos cujas projeções são os voladores.) E essa condição fez com que se tornassem possessivas. Por conta disso elas começaram a ter dificuldades.

Embora algumas pessoas os percebam como monstros assustadores, os Voladores aparecem para um vidente como estruturas em forma de anel que não conseguem reter energia. Eles usam a energia dos seres humanos e se movem como peixes em algas marinhas. Não é um castigo para a humanidade ou uma maneira de nos ensinar alguma coisa. Este é o nosso desafio e não podemos escapar dele. Não podemos vencer o predador. A única coisa que podemos fazer é tornar-nos inacessíveis ao Volador.

Começamos nossa conversa a partir da noção de que os xamãs antigos diziam que era preciso observar os pensamentos, segui-los. Seria maravilhoso e excelente se os seres que queriam evoluir e desenvolver sua consciência ouvissem sobre o que estamos falando. Eu ficaria muito feliz em saber que alguém fez sua última 200a selfie e agora contemplaria o universo e não a si mesmo. Hoje as pessoas olham apenas para si mesmas. Uma quantidade infinita de aparelhos ajuda apenas a se concentrar em si mesmo. Pode-se andar por belas montanhas, oceanos… Mas ele ou ela dará as costas a tudo, imaginará todas as posições possíveis e a enviará a todos os seus amigos. E, ainda assim, é também uma das possibilidades de nossas projeções.

O desafio é compreender as limitações do intelecto com o próprio intelecto. É um ciclo fechado, a menos que substituamos os tijolos que o compõem. Por exemplo, quando alguém diz: “Acordei, preciso urgentemente fazer algo, preciso correr, preciso criar, preciso ir ao trabalho, tenho que ir à reunião, tenho que sair da reunião ”. Está sempre ocupado com pensamentos. Mas se você adicionar um tijolo: “Eu posso parar meu diálogo interno e posso fazê-lo agora. Ouvi dizer que outros fizeram isso; eles viajam, vêem coisas maravilhosas”. Então eles podem parar o diálogo interno. Isso também está dentro das possibilidades de sintaxe.

— Nagual Michael Krelman
Tradução: Diego Alex

https://www.facebook.com/groups/1840632612887142/permalink/2706118193005242/
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *