, , ,

A opção secreta da Recapitulação e a Força que desintegra a Instalação Forânea

“Relatei a dom Juan as minhas duas recordações com todos os detalhes, sem omitir nada. Ele não teceu nenhum comentário. Balançou a cabeça algumas vezes.

– Em ambas as recordações- falando com urgência a dom Juan- estava tão histérico como ninguém. Meu corpo tremia. Fiquei enjoado. Não quero dizer que era como se eu estivesse nas experiências, pois não é verdade. Nas duas vezes eu estava nas próprias experiências! E quando eu não podia mais com elas, pulava pra minha vida atual. Para mim foi um pulo ao futuro. Eu tinha poder de atravessar o tempo. Meu pulo para o passado não havia sido abrupto; o evento se desenvolveu lentamente, como as recordações. Foi no final que pulei abruptamente para o futuro da minha vida atual.

– Com certeza alguma coisa em você realmente desabou,- disse-me ele finalmente- Você vem desabando há um tempo, mas isso é consertado por si mesmo muito rapidamente, cada vez que seu apoio lhe falta. Minha sensação é que isso agora desabou totalmente.

Depois de outro longo silêncio, dom Juan explicou que os feiticeiros toltecas do México antigo acreditavam, como ele já me dissera antes, que temos duas mentes, e só uma delas é verdadeiramente nossa. Sempre tinha entendido que dom Juan dizia que havia duas partes de nossa mente, e uma delas ficava sempre em silêncio porque a expressão lhe era negada pelo poder de outra parte. O que quer que dom Juan tenha dito, eu tomava como uma maneira metafórica de explicar, talvez, a dominância aparente do hemisfério esquerdo do cérebro sobre o hemisfério direito, ou algo do gênero.

– Há uma opção secreta para a Recapitulação- disse dom Juan. – Assim como lhe disse que há uma opção secreta para morrer, uma opção que somente os feiticeiros completos fazem. No caso de morrer, a opção secreta é que os seres humanos podem reter a sua força vital e renunciar somente à sua consciência, o produto de suas vidas. No caso da Recapitulação, a opção secreta que somente os seres humanos de conhecimento fazem é escolher intensificar suas verdadeiras mentes.

“A memória inquietante de suas recordações só poderia vir de sua mente verdadeira. A outra mente que todos temos e compartilhamos, eu diria, é um modelo barato: um poder econômico, o mesmo tamanho serve para todos. Porém, esse é um assunto que discutiremos mais tarde. O que está em jogo agora é o advento de uma força desintegradora.

Mas não a força que o está desintegrando, não é isso que quero dizer. Esta força está desintegrando o que os feiticeiros chamam de ´instalação forânea´, que existe em você e em todo ser humano. O efeito dessa força que está surgindo em você, que está desintegrando a instalação forânea, é que puxa os feiticeiros para fora da sintaxe delas.

Ouvi cuidadosamente dom Juan mas não poderia dizer que entendia o que ele estava me dizendo. Por alguma razão estranha, que para mim era tão desconhecida, que fosse a causa de minhas recordações tão vivas, não pude lhe fazer pergunta alguma.

– “Sei como é difícil para você- dom Juan disse de repente- lidar com essa faceta da sua vida. Cada Guerreiro que chegou lá que eu tenha conhecido passou por isso. Os homens que passam por isso sofrem bem mais danos que as mulheres. Os feiticeiros do México antigo, agindo em grupo, tentaram o melhor que puderam amortizar o impacto dessa força desintegradora. Em nossos dias, não temos meios práticos de agir como um grupo, assim devemos nos apoiar em nós mesmos para enfrentar solitariamente essa força que vai nos levar para longe da linguagem, a sintaxe, pois não há meios de descrever adequadamente o que está acontecendo”.

Dom Juan estava certo, pois na verdade eu não podia explicar ou não encontrava maneira de descrever os efeitos dessas recordações. E dom Juan dizia que os que optam em ir além do mundo e de si mesmos, enfrentam o desconhecido nos incidentes mais comuns que se possa imaginar. Quando se confrontam com eles e não podem interpretar o que estão percebendo, devem confiar em uma fonte externa para saber a direção e o sentido. Dom Juan chamava essa fonte de Infinito, ou voz do Espírito, e disse que se os feiticeiros não tentam serem racionais com o que não pode ser racionalizado, o Espírito infalivelmente lhes dirá o que está acontecendo. Consequentemente ele tentou me preparar para estar pronto pra ouvir este comando e agir eficientemente a cada momento, mas sem antecedentes, usando o mínimo as grades do apriori.

(…)

“O infinito está reivindicando você. Qualquer outro meio dessa potência utilizar para aprontar-lhe isso não pode ter outra razão, outra causa, outro valor senão esse. O que você deve fazer, entretanto, é se preparar para o ataque do Infinito, do Espírito. Você deve estar num estado de preparação contínua para receber esse golpe de enorme magnitude. Essa é a maneira sã, sóbria, na qual os feiticeiros de conhecimento enfrentam o Incognoscível.”

(O Lado Ativo do Infinito, Carlos Castañeda)

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *