Entries by

, , , ,

Presságios, indicações, a energia da concepção e a conexão com o duplo

Quando chegamos ao topo do promontório, eu estava sem fôlego. Sentei-me para descansar, contemplando a vista magnífica. Eu podia ver todo o vale do deserto com sua estrada sinuosa serpenteando em direção ao sudeste. As colinas roxas de longe pareciam um corte irregular contra o céu. Aparentemente do nada, um corvo solitário voou até nós […]

, , , ,

Quem nasce com pouca energia pode ensonhar-se novamente

Sentamos na cozinha, onde me entregou um prato de ensopado. Enquanto comíamos, ela explicou que o poder de mudar dependia da energia de cada um. Apresentou então a tese da bruxaria de que a excitação sexual dos pais no momento da concepção determinava a configuração energética do bebê. — O que isso significa, Clara? – […]

, ,

Vazio Perfeito

– Cada vez que nos olhamos em um espelho, disse don Juan, ou vemos nosso reflexo na água, pensamos que vemos a mesma pessoa que vimos da última vez que olhamos. Podemos notar algumas mudanças, como rugas, ou uma barba mais longa, ou uma expressão diferente. Mas sabemos que essas diferenças são superficiais. Eles não […]

, ,

O duplo etérico

“O nagual Jhon Abelar riu, como se tudo que Clara tivesse dito sobre a importância crucial dele em relação ao grupo de videntes fosse uma brincadeira, mas Clara sustentou meu olhar tempo suficiente para fazer-me perceber que ela estava falando cada palavra a sério.  O silêncio que se seguiu foi finalmente rompido pelo Sr Abelar: […]

, ,

Equilibrando o conhecido e o desconhecido no Não-fazer

“— Para ser inteligente em meu mundo — explicou Clara —, você deve ser capaz de concentrar-se, de fixar sua atenção em qualquer coisa concreta, bem como em qualquer manifestação abstrata. — De que tipo de manifestação abstrata você está falando, Clara? — indaguei. — Uma abertura no campo energético que nos cerca é uma […]

, , ,

Sentindo as linhas energéticas

“Enquanto eu tentava encontrar falhas em seu raciocínio, Clara arrancou-me de minhas especulações mentais com um tapinha em minhas costelas. Disse que ia me mostrar outro exercício para interromper pensamentos e sentir as linhas energéticas. Caso contrário, eu continuaria fazendo o que sempre fizera: deixar-me enfeitiçar pela idéia de mim mesma. Clara pediu-me para sentar […]