” – A morte tem dois estágios. O primeiro é o desmaio. É um estágio sem significado, muito semelhante ao primeiro efeito de Mescalito, em que a gente experimenta uma leveza que nos faz sentir felizes, completos e que tudo está bem. Mas esse é apenas um estado superficial; logo desaparece e a gente entra num novo reino, um reino da dureza e do poder. Esse segundo estágio é o verdadeiro encontro com Mescalito. A morte é muito como isso. O primeiro estágio é um desmaio superficial. O segundo, porém, é o verdadeiro onde a pessoa encontra a sua morte; é um breve momento, depois do primeiro desmaio, em que descobrimos que, de algum modo, somos nós mesmos de novo. É então que a morte se choca contra nós numa fúria muda, até dissolver nossas vidas em nada.

– Como é que você pode ter certeza de estar falando sobre a morte?

– Tenho meu aliado. O fuminho me mostrou minha morte inconfundível com grande clareza. É por isso que só posso falar sobre a morte pessoal e não em geral. (…)

– A morte entra pela barriga- continuou dom Juan- Bem pela brecha da vontade. Aquela zona é a parte mais importante e sensível do homem. é a zona da vontade e também a área pela qual nós todos morremos. Sei disso porque meu aliado me guiou àquele estágio. Um feiticeiro sintoniza sua vontade deixando que sua morte o alcance, e quando ele está estirado e começa a se expandir numa neblina de cristaizinhos, sua vontade impecável toma conta e reúne a neblina numa numa pessoa de novo.

Dom Juan fez um gesto estranho. Abriu as mãos como dois leques, levantou-as ao nível de seus cotovelos, virou-as até os dedos tocarem seus lados e depois juntou-as de novo devagar ao centro de seu corpo, sobre o umbigo. Conservou-as ali um momento. Seus braços tremiam com o esforço. Depois, levantou-as até as pontas de seus dedos médios tocarem sua testa e depois puxou-as para baixo na mesma posição no meio do corpo. Era um gesto formidável. Dom Juan o executara com tanta força e beleza que fiquei assombrado.

-É a vontade que junta um feiticeiro- disse ele- mas como a velhice o enfraquece, sua vontade murcha e chega inevitavelmente um momento em que ele não é mais capaz de dominar sua vontade. Então, ele não tem nada com que se opor à força muda de sua morte, e sua vida se torna igual à de todos os seus semelhantes, uma névoa se expandindo além de seus limites.

Dom Juan olhou para mim e levantou-se. Eu estava tremendo.

– Já pode ir ao mato.- disse ele – Já é de tarde.”

(Uma Estranha Realidade, Carlos Castañeda)

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *