Posts

, ,

Contemplando o Ilimitado

"— Muito bem, vamos entrar — falou ele, puxando delicadamente a manga de minha blusa. — Um alerta. Não olhe fixamente para nada neste quarto. Olhe tudo que quiser, mas superficialmente, apenas de relance. Ele abriu a porta e entramos…